Blog Lean Sales

Categorias


Últimas postagens


Blog Lean Sales

Gamificar: Como a gamificação motiva as pessoas?

De forma mais técnica podemos considerar a gamificação, uma abordagem na qual os elementos e princípios de um jogo são usados para criar uma experiência, que gera aprendizagem eficaz e muito mais envolvente.

Bianca MorescoBianca Moresco

Gamificação nas empresas, você já ouviu falar? Conhece as vantagens de inserir essa prática no seu negócio?

Neste post vou te explicar o que é essa técnica e como ela pode ser utilizada como estratégia de comunicação interna. E você poderá saber como funciona e porque ela se tornou tendência.

Vamos lá!

O que é gamificação?

O termo gamificação foi cunhado em 2002 por um consultor de negócios britânico chamado Nick Pelling e, segundo ele, foi criada com a intenção de ser “intencionalmente feia”.

Gamificação então se trata de um método de engajamento de equipes na era digital.

Isso significa que os jogadores irão interagir através de meios digitais, como smartphones, computadores e outros gadgets.

De forma mais técnica podemos considerar a gamificação, uma abordagem na qual os elementos e princípios de um jogo são usados para criar uma experiência, que gera aprendizagem eficaz e muito mais envolvente.

Trazendo para a prática, são oferecidas recompensas aos jogadores que concluírem as tarefas pré-determinadas, onde na maioria das vezes há níveis e fases para serem superadas.

A estrutura da gamificação envolve a definição de tarefas que façam parte do objetivo da empresa, podendo ser através da criação de regras e a aplicação de controles e mensuração de indicadores.

A gamificação cria novos modelos de envolvimento de equipes. Seu principal objetivo é motivar pessoas a atingirem suas metas, sendo que, muitas vezes elas mesmas nem acreditem que conseguiriam.

Partimos do princípio de que a diversão é a maneira mais fácil de mudar o comportamento de pessoas. Sendo assim, a prática da gamificação realça fortes características das pessoas: a cooperação e a competitividade além de também envolver status e senso de realização e responsabilidade.

Quais os benefícios da Gamificação?

Os games não são novidades em nosso contexto geral, sendo que existem em diversos formatos e com os mais variados objetivos.

O que eles têm em comum é que conquistam diferentes gêneros e idades em vários setores.

Jane MCGonigal, é uma das principais referências no assunto e ele conta que os games podem ser uma ferramenta que muda o mundo e proporcionam sentimentos de otimismo e esperança nas pessoas.

Comprovadamente 82% dos brasileiros com idades entre 13 e 59 anos, joga algum tipo de game nas mais variadas plataformas, de acordo com uma pesquisa realizada pela NPD Group.

Ao analisar os comportamentos dos jogadores, podemos trazer motivos que transformam as diversas técnicas de gamas em uma ótima estratégia para gestão de pessoas.

Como aplicar a gamificação no seu negócio?

A aplicação dessa técnica nas rotinas do negócio pode parecer complexa e muitas vezes os gestores nem se quer tentam com medo de não conseguirem.

Mas como qualquer estratégia, é necessário a criação de um planejamento para que possa ser identificado os objetivos que se quer alcançar e também as formas de monitorar e avaliar os resultados obtidos em cada game.

Para isso se faz necessário 5 passos:

1) Identificar o problema: Saber o porquê ela irá ser utilizada é o primeiro passo para uma estratégia de sucesso.

2) Definir um objetivo: Entender onde se quer chegar com essa ação é importante para avaliar o que será aplicado. Os objetivos podem ser diversos, desde motivação de equipe, aumento em vendas ou melhorias no engajamento do time.

3) Entender a persona: Identificar as diferenças de cada participante e as características que possuem em comum é um passo crucial para conseguir êxito na aplicação do game.

4) Definir as estratégias: Qual ação será utilizada? A realização de um brainstorm ou pesquisas que gerem ideias e maneiras de aplicar o game precisam estar alinhados com a persona e objetivos criados no início do planejamento.

5) Mensure os resultados: Avalie através de pesquisas e testes se o game está sendo aceito pelos participantes e principalmente, quais resultados ele tem gerado para o negócio num contexto geral.

Como aplicar a gamificação com seus clientes?

Vimos até aqui como a gamificação pode impactar positivamente o seu negócio internamente, engajando e motivando seus colaboradores.

Mas e como a gamificação impacta o seu negócios externamente envolvendo seus clientes?

Quando você desenvolve uma estratégia de game, sua empresa interage com seus clientes e ao mesmo tempo tem foco na promoção de suas ferramentas, serviços e produtos que podem e devem ser divulgadas, sejam elas por meio de indicações, benefícios ou redes sociais.

Sendo assim, a gamificação não atua somente como um game que irá despertar a curiosidade dos clientes ou prospectos ou então para incentivar e motivar o cumprimento de atividades rotineiras, mas também como um meio de divulgação da sua empresa.

A Duolingo, por exemplo, é uma empresa de línguas estrangeiras e através do seu aplicativo, desenvolveu formas de pontuar seus usuários que eram constantemente desafiados gerando competição dentro do grupo e check-ins a conquistarem pontos para troca de serviços e produtos dentro do próprio aplicativo.

Outro exemplo é a Starbucks que através do seu cartão fidelidade, incentiva seus clientes a acumularem estrelas para que seja possível fazer a troca por benefícios entre outros produtos de forma gratuita.

Conclusão

A gamificação é uma estratégia simples, mas que demanda de planejamento e objetivos claros para que suas metas e resultados venham a ser alcançados com êxito.

Diversas empresas no mundo todo estão aderindo a ações como estas e de fato têm experimentado de grandes mudanças internas e externas.

Colaboradores e clientes motivados, engajados e com maior taxa de fidelização, é o principal motivo de começar a desenvolver essa estratégia na sua empresa.

Comentários 0
Nenhum comentário até o momento.